Bem-vindo(a) ao Site da Maternidade! Hoje é segunda-feira, 20 de Maio de 2019
Parto
Parto
Quais são os tipos de parto?
  • Vaginal, comumente conhecido como parto normal;
  • Cesárea, que é o parto operatório no qual o nascimento acontece por meio de um corte na barriga;
  • Fórceps, parto vaginal operatório. É um parto vaginal, porém realizado com a ajuda de um instrumento cirúrgico parecido com uma grande colher, e seu uso é de indicação médica.
Será parto normal ou cesariana?

A decisão da via de parto deve ser conversada entre o médico e a paciente, respeitando a vontade da mesma e as indicações médicas.

No Hospital Dr.Miguel Soeiro, estamos preparados para atender todas as necessidades da mãe e seu bebê independente da via de parto. Lembrando que a cesariana por desejo materno só pode ser agendada após a 39ª semana de gestação.

Hoje, utilizamos de medidas não farmacológicas para alívio da dor durante o trabalho de parto e de acordo com a indicação médica pode ser realizado analgesia de parto.

Por que o parto normal é melhor para a mãe?

O parto vaginal é o desfecho natural de uma gravidez, ocorrendo menos intervenções, portanto:

  • Recuperação é mais rápida;
  • Risco de infecção é menor;
  • Há menos riscos de hemorragia;
  • Favorecimento da produção de leite materno;
  • Após o parto normal, a mulher se sente melhor, o que facilita a amamentação;
  • A cicatriz da cesariana no útero pode ter consequências em futuros partos;
  • A cesariana não deixa de ser uma cirurgia.
Por que o parto normal é melhor para o bebê?
  • O bebê escolhe o dia que quer nascer, não correndo o risco de ser tirado da barriga antes do tempo;
  • A criança corre menos risco de problemas respiratórios;
  • É mais frequente o contato pele a pele e o início da amamentação ainda na sala de parto.
Posso ter um acompanhante/Doula durante o trabalho de parto?
Sim, é permitido a presença de um acompanhante durante todo o trabalho de parto. No caso da Doula é permitida a presença, se a mesma tiver autorização prévia da diretoria do hospital, para confirmação de cadastro. Por isso é importante que a Doula compareça no hospital semanas antes do parto para efetuar o cadastro.
Posso ter fotógrafo no momento do parto?
Somente fotógrafos cadastrados previamente são permitidos no momento do parto. Para isso, é importante que o mesmo procure o Hospital em horário comercial, semanas antes, para efetuar o cadastro e conhecer os termos e regras de entrada.
Tipos de anestesias:
  • Raquianestesia “Raqui”: usa uma quantidade menor de anestésico, e é aplicada de uma só vez. Geralmente é utilizada em cesarianas;
  • Peridural: contém maior quantidade e é administrada continuamente por meio de um cateter, geralmente utilizada em trabalho de parto;
  • Cominada: Combinação de Raquianestesia e peridural, opção em trabalho de parto;
  • Local: para sutura de lacerações decorrentes ao parto vaginal.
A Peridural pode atrapalhar o andamento do parto?
Hoje, como a Peridural usa um volume menor que antigamente, ela possibilita que a mulher fique mais relaxada, precisando ser orientada pela equipe médica no momento de fazer força, pois não estará sentindo as dores típicas do parto.
Em que fase do trabalho de parto a Peridural é recomendada?
Não existe uma limitação, trata-se de uma indicação médica. Quando o trabalho de parto está muito avançado, o mais comum é utilizar a Raquianestesia, pelo seu efeito imediato.
Existe parto com anestesia geral?
A anestesia geral em um parto cesárea é utilizada apenas quando os bloqueios espinhais, como a peridural e a Raquianestesia, estiverem contraindicados. As principais situações em que a anestesia geral é utilizada são cesáreas emergenciais e quando há falha parcial de bloqueio espinhal.
Quanto tempo dura o efeito das anestesias obstétricas?
Aproximadamente 4 (quatro) horas, podendo ser metabolizada em maior ou menor tempo pelo organismo.
A estrutura física da gestante e do bebê pode influenciar na escolha do tipo de parto?
Sim, bebês muito grandes e/ou mães muito pequenas podem dificultar a realização do parto normal. Portanto o tipo de parto será avaliado e indicado pelo médico.
É possível ter contrações e não estar em trabalho de parto?
Sim, apesar de ser mais comum relacionar contração a trabalho de parto, ela pode aparecer muito antes, ainda no segundo trimestre de gravidez. O fenômeno, que começa a ensaiar o útero para o trabalho de parto e ajuda a posicionar o bebê de cabeça para baixo, é chamado contrações de treinamento ou de Braxton Hicks. Essas contrações são relativamente curtas, com duração de 15 a 30 segundos e espaçadas, já as contrações de trabalho de parto são longas e ritmadas, com intervalos curtos entre elas.
Quais são os estágios do trabalho de parto?
  • Fase inicial: O útero começa a se contrair em intervalos regulares;
  • Parto ativo: O colo do útero dilata de 3 a 4 centímetros, as contrações vão ficando mais fortes, mais frequentes e mais longas;
  • Período expulsivo: Quando o colo do útero estiver 10 centímetros dilatados, começa o momento de fazer força para tirar o bebê de dentro do útero;
  • Saída da placenta: Depois que o bebê nasce, as contrações voltam menos intensas para a expulsão da placenta.
É obrigatório que a mulher esteja em jejum na hora do parto?
O jejum só é recomendado para mulheres que farão cesarianas.
Relacionados
Relacionados